ocupe seu espaço para não perder seu corpo.

Posted by on 28/03/2017 in Astrologia, Lua | 0 comments

f6d5cb413d7adceea5197d87b946ae71

plutão, marte e netuno – o trígono que abre alas para a lunação ariana, lunação essa que segue com a força de novos encontros onde se abandona velhas formas e padrões emocionais ou mesmo físicos de agir, ir e vir.

o bom dia carrega o caminho feito pelo encontro de planetas pelo signo do fogo ariano, encontro que também indica necessidades de evitar não pensar antes de falar, agir, seguir.. antes do bom dia respirado me pergunto se alguém não dormiu, se foi consumido por insônia ou picos de ansiedade, palpitações.

mudanças impulsionadas por encontro com urano sempre se desenham com o inesperado, com ventos fortes de mudanças vindos às vezes de sei lá onde. claro que nesse ímpeto é necessário evitar desejos abusivos de cuidar, controlar, permear o outro, onde na verdade é necessário acalmar e deixar também o outro passar por suas transformações.

uma vez ouvi que querer salvar o outro é uma necessidade de se salvar, e não quero dizer que essa lunação causa a dependência de cuidar do outro, mas fica mais fácil quando necessidades reais se apresentam a nós e plutão no ascendente, marte em touro e netuno em peixes, pode causar o escapismo de si.

plutão que segue em sua dança vagarosa por caprica movimentando a terra montanhosa do zodíaco, segue em quadratura com urano, esse que está no meio da dança dessa lunação. há espaço suficiente nessa lunação para vazar de si e construir novos caminhos potentes.

não há necessidade de abrir a cabeça para atravessar esse muro, há sim, espaço de sobra para compreender a força dessa lunação e movimentar em si ancestralidades, raízes, passado, memórias, sentimentos. dai pode-se seguir dois caminhos, ou infinitos até, de romper com velhos padrões e pensamentos em tropeços para seguir com força na construção de tudo que esta ali perdido entre medos e preguiças.

mas acredito que um caminho muito inteligente para essa lunação é conseguir se discriminar dentro das relações, essa lunação abre espaço de sobra para não quebrar a cabeça no muro, mas conseguir saber onde você começa e termina e assim, reconhecer isso no outro também.

abre espaço para a singularidade se apresentar e construir relações potentes ao invés de muletas transitórias. sol, lua, mercúrio, vênus retrô e urano, todos em áries. o calor, as sensações, as sinapses, a química e o tempo irregular estão juntos nesse encontro de sol e lua, no mínimo, mas bem no mínimo há mudanças para acontecer.

micro movimentos que podem se perder em ansiedades pela falta de movimentar o corpo, ele adoece e perde a capacidade de perceber oportunidades de colocar em prática desejos e novos caminhos.

para terminar, vale lembrar que essa lunação também imprime forças para que ocupemos cada dia mais as ruas, os espaços, rompendo com as catracas impostas por governantes mancos, ocupem seus espaços, busquem suas forças. a revolução não acontece vendo televisão..

dança dos planetas – dia de marte – lua nova

Read More

o sino da igrejinha faz..

Posted by on 13/03/2017 in Astrologia | 0 comments

Three Worlds by M.C. Escher, 1955

deu um tanto mais das dezoito horas de hoje e mercúrio estará em áries. vale lembrar que por lá também temos vênus retrógrada e urano, enquanto marte segue pela terra fixa do zodíaco.

esse ingresso de mercúrio tem o carrego da realidade sendo farol para a água mutável, para toda plasticidade que contorna a todos em algum canto do mapa natal – saturno em quadratura com sol em peixes traz o antídoto para o excesso de maresia.

provoca fluxos de águas frias, candeeiros para nebulosidade e entrega ao imaginário a ponte para a realidade, assim sendo, frustrações ao se deparar com o árido do tempo podem se apresentar, já que a lua libra estará em tensões com mercúrio e vênus, será necessário respirar para uma boa ponderação dos pesos e medidas.

esses sim são extrema importância já que mercúrio em áries acelera a velocidade das sinapses e pode provocar falas ansiosas colocando relações íntimas ou não em balanço. onde não houver respiração a medida pode sair da realidade e o peso pender para o lado mais despreparo da balança.

mercúrio tem a velocidade de transitar entre inúmeras sinapses e conjugar tempo e espaço de forma lúcida, para seguir nesse fluxo, para compreender que velocidade pode ser diferente de ansiedade basta alimentar esse fluxo entre respirações sinceras e colocando o corpo em movimento.

em áries, mercúrio chega também em quadratura com saturno que segue por sagitário, assim não ficará difícil compreender a necessidade do tempo e da calma em articular.

os mais sensíveis – claro que com a ajuda do estrago que o golpista vem causando com suas manobras e nosso prefeito de mentira – já há quem se encontre em estado de insônia, de cansaço extremo do corpo e fadigas mentais, mas acredito num maior ceticismo com relação ao sono.

o que por um lado pode em muito ajudar quem precisa sentar e traduzir sinapses em escritos, mas por outro pode de forma grave potencializar os estados insones. o que vai muito ajudar é realmente produzir cansaço, deixar o corpo suar, provocar hormônios e entregar o corpo ao descanso.

onde não houver descarrego de energia haverá aumento da estática, o corpo estará mais elétrico provocando pequenos curtos pelos dias. acredito que seja mais fácil colocar o corpo em movimento, descarregar com a natureza que arrumar itens queimados..

sabendo aproveitar tudo isso, há espaço suficiente para produções potentes, mas também de sobra para desmoronamentos onde não houver calma e compreensão que o tempo e a realidade também regem os contornos das sinapses.

 dança dos planetas – dia da lua.

Read More

o entorpecer e o eclipse.

Posted by on 24/02/2017 in Astrologia, Lua | 0 comments

0f526615fac8daf44245129da5e84d45

foi no dia 18 de fevereiro que o sol deixou aquário e ingressou pelas águas inquietas de peixes, pela profundidade de quem conhece a base do iceberg e ainda assim, aponta em silêncio seu cume, sua ponta gelada que o aquecimento global é capaz de desintegrar, derreter, e provocar fluxos antes calmos em tsunamis de sensibilidades.

o grau falava de casa 11, tratava de aquecer amigos, grupos, contata-los com a calma de quem respira entre uma meditação e outra, como quem consegue coexistir ao caos plástico e a subversão dos fatos quando o assunto proclama justiça.

no ascendente, urano, marte e vênus e um calor da porra aquecendo o líquido inflamável que é peixes, mas peixes é drama, é passivo.. ou você que nunca errou o ângulo da pedra ao lança-la no espelho d’água. esse ascendente claro era áries, por lá forças capazes de criar estados de atenção e perigo constante onde não exista tempo para respirar.

a insônia que contorna o espaço provoca até o mais sonolento, até o mais distante de qualquer manifestação ativa, deixa tudo elétrico, instável e se mescla de mutável ao cardeal e instiga todos os sentidos, desgasta dobradiças e inflama onde o fluxo parou, estagnou..

hoje a lua dança em aquário, dança em miúdo o minguar do lua, toca espaços que necessitam silêncio onde o assunto era mil vozes no mesmo espaço. observe seu entorno, seu interno, seu externo, seu fluxo. observe também onde há necessidade de uma revolução, de uma provocação para um novo estado entre amigos e projetos.

não se valide pela correria em olhar esses aspectos, é tempo de findar, a quaresma aponta com vênus retrógada, com vênus dosando a pressão da panela, com vênus necessitando reencontros onde há ou não tropeços, onde não houver, cultive para não tropeçar.

vênus estaciona, ralenta seu passo na casa 02, a casa de touro, a casa dos valores, valores que tem compõem e valores que se conquista. no ascendente peixes com sol, mercúrio e netuno, onde se percebe a necessidade e reexistir?

antes de vênus retrogradar temos o dia 26 de fevereiro, dia de eclipse. dia em que o encontro entre sol e lua nos devolve a lua nova, que junto encontra netuno, encontra mercúrio e é domingo de carnaval, é casa 10, é a possibilidade de terremotos pelo governo, é casa 10. é o brasil sendo brasil e onde a má sorte se instalar seremos novamente chamados de idiotas na cara.

mas é domingo de carnaval e o eclipse toca netuno, transborda nevoeiro, se torna entorpecente e quem bem souber transitar redescobre afetos, reafirma sentimentos e os traduz em carinho, singelos e ricos toques sensíveis, criativos.

ainda assim, poderíamos fazer um trato, evitar o vigário e seu conto criador de elos em profecias fictícias. estamos junto da quaresma e de um chincalhão de senhores passíveis do uso da religião para profecias mancas e sem muletas.

também podemos citar o trio urano, marte e vênus em áries, sim riscando todas as possibilidades inflamáveis instáveis. aquecendo o desejo de provocar o belo com necessidade reais de revolução. necessidades reais de transmutação no ser e estar onde a estria hipócrita se faz presente em gestos inúteis que debilitam e provocam o não entendimento.

partículas inflamáveis num oceano que anda sofrendo com o aquecimento, assim, se o sangue está percebendo as breves borbulhas entre as hemácias, melhor respirar. ter certeza do propósito do movimento e ir ou não inflamar mais, a não ser que seja necessário reconstruir ou novamente indicar os limites.

o trio urano, marte que está em casa e vênus, seguem em tensão com júpiter retrô libra e plutão caprica. a balança ligou o ignore para os pratos em harmonia, temos pela frente a ressonância desse eclipse. caso faça a observação do eclipse, proteja seus olhos, só não vale fechar os olhos para os instantes que se apresentam nesse período, abra bem os olhos, a calma para os pupilas também é a falta de luz.

dança dos planetas – dia de vênus – lua minguante.

Read More

o que as horas guardam nos espaços do contratempo?

Posted by on 13/02/2017 in Astrologia, Lua | 0 comments

Urs Fischer - You (2007)

a semana começa com a lua virgo em tenso aspecto com saturno. em quadratura exata indica que as necessidades de tudo certo, lindo e limpo irão entrar em colisão com o tempo, sim, o tempo que segue passo a passo segundo a segundo buscando o próximo tempo para seguir a dança da vida.

com a lua em virgo pede-se o cuidado de não se tornar seu próprio carrasco, de não sair abusando da possibilidade de cada corpo, do seu corpo em querer cumprir metas dentro de um milhão de possibilidades assépticas. um local delicado para dar bom dia numa segundona, lua virgo tensa com saturno e em oposição ao asc peixes – sim, escrevo com base no mapa horário que eu abri.

acredito ser essa uma semana com indicações claras para se valer da educação e bem estar ao invés de sair cronologicamente soltando falas agressivas para si e para o entorno. a semana se inicia mostrando que não há espaço para se perder dentro de um perfeccionismo monstro ou mesmo, que não há tempo para sairmos donos de verdades que cabe, a cada um umbigo..

nessa mesma segunda a lua ingressa em libra, lá pelo final da tarde, lá onde o sol se prepara do nosso ponto de vista para mergulhar horizonte e deixar que a lua do ar mutável se coloque no alto.

em libra temos júpiter retrô, temos um encontro com a necessidade do menos, de organizar os excessos que podem estar sobrando e causando desequilíbrio onde se imagina estar elegante. aliás, o ingresso da lua em libra é marcado também pela oposição com vênus, regente do signo que ficará retrógrada na quaresma. também se dissolvendo a quadratura com, ainda indicando a necessidade do tempo maduro para não desequilibrar umbigos e entornos..

há também júpiter retrógrado nesse ingresso em oposição com urano em áries – insônia, frequências que tornam sinapses irritadiças, necessidades de lidar com o fora da agenda programada pela lua em virgo para que nada saia da linha. mas é uma oposição entre expansão e contração e o contratempo, tem certeza mesmo que há como controlar tudo?

acredito que não, ou seríamos máquinas depressivas eternas, vivendo entre dissonâncias cercadas por pílulas mágicas com doses extras das químicas que faltam para deixar tudo mais leve. parece frio? mas o bom dia veio de saturno, veio do tempo que pede silêncio e respeito, do tempo que indica que o que passou não se retoma na mesma potência do encontro primeiro.

ou que graça teria tudo sempre no mesmo tom, monotemático vibrando o cinza que cobre uma tal cidade cosmopolita, megalópole onde um playmobil brinca de gozar na arte alheia.. sim ainda ficará pesado, ainda há espaço para deprimir pupilas que buscam cor para a alma parada no trânsito.

um facilitador aqui é pensar no encontro harmônico entre saturno e urano facilitando o entendimento das agendas, do tempo e do contratempo, das necessidades de mudanças que podem ser feitas de forma organizada a quem compreender que as coisas mudam, que elas não tem a menor obrigação de serem sempre as mesmas.

outro ponto onde saturno segue bem é com júpiter retrô, e aqui ele ajuda quem está disposto a evitar excessos ou a quem necessite sair da atrofia. já que júpiter segue em quadratura com plutão buscando mudanças nem sempre diplomáticas.. já que saturno entende bem do fim, aqui fica a deixa para essa semana: o que precisar de desapego, mudanças, releituras.. abrace a causa, há tempo para isso.

evite os excessos, busque respirar de forma calma. essa semana é a última do horário de verão e domingo o sol dorme mais cedo.

dança dos planetas – dia da lua.

Read More

dias intensos..

Posted by on 30/01/2017 in Astrologia, Lua | 0 comments

9f7bfd32914d23314d7d43da31e388be

muito bem, fazia tempo, ou desde dezembro que não me comunicava por aqui. acredito que há momentos que a cabeça não pensa imenso ou a interação com esse meio de comunicação que permite mais espaço estava em instante de rever a relação.. enfim, meus casos com esses instantes.

ainda assim, venho pensando muito na relação de tempo e também do espaço, se tudo se desenvolve por um tempo saturnino ou se pode existir um tempo mais contemporâneo, onde a o internet reconstrói os espaços e medidas de forma uraniana.. mas isso ainda se desdobra dentro de mim e logo trarei notícias de algum lugar do tempo.

sexta-feira, dia de vênus e o planeta ingressará em áries. deixando as relações mais diretas e vamos respirar fundo e não ficar só naquele papinho de vênus em áries e um amor quente. aqui encontramos uma abertura de tempo para o cuidado com as ansiedades que as relações podem causar, com o desejo impaciente de que tudo seja da forma que o umbigo de cada um quer.

é a temporada do cuidado com o que diz para não ouvir o que não quer. claro que não está pontual só para quem está em um relacionamento, mas para toda e qualquer forma de se relacionar, assim, respire.

marte voltou para casa, ingressou em áries e o convite que fica é de sim, colocar o corpo em movimento. isso ajudará em muito para que a cabeça se mantenha dentro do possível organizada, então mexa o corpo, provoque suor, deixe seu corpo em movimento. picos de ansiedade, insônias, irritações, inflamações, falta de respiração para escutar o tempo são alguns dos ingredientes dessa dança de marte por áries.

assim, até o final da semana serão três danças pelo signo: urano que fica até 2018, marte e vênus. claro que vez ou outra a lua entrará nesse espaço e provocará a intensidade das emoções vermelhas e impacientes.

já que o individualismo estará em alta, é importante conseguir perceber que o mundo não é habitado só por seus desejos e sim, é composto por outras pessoas também e isso já torna a vida uma inconstância pois abre espaço para várias formas distintas de ações e pensamentos, de desejos e angustias – para ajudar a organizar tudo isso, coloque seu corpo em movimento.

há outros encontros como mercúrio e plutão por exemplo que se nutrirá de um corpo que consegue respirar ou veremos muitas expressões tensas por ai com a velocidade das sensações que podemos provocar com a falta de respiração antes da fala.. que trarei com mais calma lá pela página do face..

teve lua nova em aquário! amigos que saem de cena, novos que para compor e outros que seguem em processo de retirada de máscaras – pausa – essas máscaras que estão se liquefazendo são de extrema importância para que observemos o entorno e consigamos ter certeza se vamos ou não conviver e de que forma.

essa semana tem o tom do humor intenso, das variáveis do tempo e provocações da vida. nessa semana rei será quem deixar corpo e mente em atividade, não precisa se tornar atleta nem escrever uma estante toda. mas é de bom gosto respirar entre as sinapses e ter calma na comunicação e sim, colocar o corpo em atividade antes que ele te coloque em pausa por stress.

os mais sensíveis sentirão a presença da indesejada insônia.

dança dos planetas – dia da lua.

Read More

que a força esteja com você ou como fazer a travessia em um Mar Grande

Posted by on 29/12/2016 in Astrologia | 0 comments

thomas-forsyth-drawing-tops

os dançarinos: sol, lua, mercúrio retrô, plutão, urano estacionário e júpiter. os quatro primeiros pelas terras da realidade de caprica, os dois últimos seguem por libra e áries.

teve lunação de madrugada, a lua hoje se encontra em sua fase nova, foi um encontro que entre muitas intensidades plutão com sua dança lenta por caprica segue revirando a terra feito lama que recebe e engole feito movediça, revira tudo, transforma montanhas em lagos molhados e as reconstroem como se fosse uma respiração.

mas ainda assim, essa respiração toca profundo a pele de todos e deixa marcas, cicatrizes que ficam feito lembrança para não se esquecer que ali pode afundar, doer se ficar insistindo em posições pretéritas do ser. alias, nascer e morrer deveria ser uma prática mais calma pelos pensamentos, nossa pele o faz todo santo instante..

mas ai né, parece que ainda estou lá em 2013 indicando a necessidade de abertura de espaço e desapegos para que o amadurecimento aconteça e a vida se torne mais leve – mas não é só esse tempo da partitura que toca nesse ponto.

mercúrio que seguia feliz pelas encruzilhadas das sinapses que pensa tudo de forma lógica resolve lembrar que dar meia volta pode ser interessante e assim o faz, retrograda sua dança, revisita as encruzas que tocam nosso mundo inconsciente, revirando tudo feito pandora desgovernada – o que não difere do entorno-politico..

quando mercúrio resolveu ficar retrô ele o fez com os requintes necessários para provocar dentro, ele o fez sentado com plutão e sigo me perguntando onde ele trafega: se dentro da lama ou fora no caos? ou quem sabe em ziguezague mesmo, entre as dobras, talvez assim seja mais fácil de pensar nele.

mas pausemos a dança e respiremos, ainda tempos júpiter entre expansões e contrações pela balança e urano hoje estacionário em áries.

agora direto de 2013 e pensando em 2017: você passou ou fez cortes em relações? sim o tão famoso relacionamento que não seremos mesquinhos e vamos ampliar nossos umbigos e também pensar nas relações de amizade, trabalho, coleguismo (acho essa palavra feia)..

então sim, as relações voltam com espaço de sobra para não serem ignoradas, há limites e cortes para serem colocados ainda. conversas para esclarecer e abandonar esses instantes de vez, para quem já praticou esses cortes ou começou a tocar isso lá no final de 2013 hoje pode sentir o quanto ter feito foi libertador hoje ou para quem protelou como a vida se tornou chata por conta dessas demandas.

mas urano vai ficar direto, já já, e assim fica a reflexão de como seguir lidando com as relações. talvez um bom momento para conseguir repensar tudo junto de mercúrio retrô e plutão de como ser e agir daqui pra frente, de como se colocar sem que sempre exista um stress e para isso: tem que respirar e conseguir se respeitar. já que limite bom é aquele sentido na pele com forte necessidade de ser colocado.

há quem pense que amadurecer, desapegar, delimitar é abandonar de pronto tudo, mas não segue bem esse o padrão. na real o encontro aqui com essas forças que provocam potências na vida abrem espaço para que os envolvidos juntos ou não possam seguir a vida em fluxo constante, sem carregar mil pesos extras por demagogias sociais.

afinal, reclamar é fácil: ah tá tudo uma merda, ninguém me ouve.. e eu sempre me pergunto: e você, o que tem feito para ser ouvido? drama? ou deseja que todos sempre venham correndo até você? tomara que não..

que essa lunação de final de dezembro ressoe de forma lógica em todos. abrindo espaços para que se organize de forma clara e real os desejos, as construções, os movimentos de cada corpo para si, deixando espaço para que o outro possa resolver suas coisas. saindo de cena e cuidando mais de si, tem tanta potência nesse encontro de lua, sol e os amigos em caprica, rs

que possamos nos permitir a dar um passo a nossa frente e pararmos de ficar atrás dos passos alheios ou de desejos que não tem espaço real para acontecer. que se consiga abrir espaço verdadeiro pelas vidas ao invés de ficar sobrecarregado de marcas sociais.

ou se não quisermos dar passo algum, desapegar de nada e seguir entre lamentos e sofrências, que seja também. mas por favor, guarda essa mania de precisar de atenção para tudo pra você já que escolheu seguir no padrão não vou amadurecer, mas a lunação foi em caprica, ele é regido por saturno frio e seco, em dezembro do ano que vem ele ingressa em caprica e estará domiciliado.. depois não me diga que não avisei, essa será a hora de mostrar que o tempo não foi gasto com mimos infantis.

dia de júpiter – dança dos planetas – lua nova

Read More

marte em peixes.

Posted by on 19/12/2016 in Astrologia | 0 comments

450e30b1f45fc8fa65b05c14dc4b1dd8

acredito que esse final de ano seja a finalização do final de ano de 2013, onde algumas necessidades básicas de limites e cortes anunciavam a imensa necessidade de amadurecimento.

trago essa memória já que observo as pessoas, os motivos que as compoem.. e em algumas dessas faces me reencontrei com instantes daquele ano, onde se percebia a real necessidade de inciar o processo de limitação ou a loucura iria se instalar feito erva daninha – o pior, não causaria barato algum.

passou-se o tempo e todos estão prontos para rasgar a pele de 2016 e cultivar a de 2017, agora que a contagem regressiva realmente começou, participamos dela com eventos da dança dos planetas que tomam tempo para que observemos com calma, para evitar tropeços na cegueira emotiva.

marte ingressou em peixes! a intenção pode tomar N caminhos para sua passagem, desde a mais raíz do encontro: – marte em peixes lança suas armas nas entranhas do ser, com desejos básicos de fuga e omissão ou quando não se concentra e estrapola os limites com suas emoções.

assim, partindo de uma das suas vias, temos um dos finais de ano mais densos – também ao meu ver dos últimos tempos, a atmosfera que circula pelas esquinas da vida é enlouquecedora.  temos um cenário convidativo ao descontrole emocional onde não houver respiração.

temos nesse cenário mercúrio retrógrado, e assim estaremos até os primeiros dias de janeiro. mercúrio com sua destreza estacionou e respirou fundo em contato com plutão, retrogradou e assim também estará quando urano estaciona em áries no dia 29.

mercúrio em capricórnio quer prudência para se mover, quer construir e seguir com o necessário e remexendo a terra caprica, plutão segue numa velocidade mais lenta que a respiração, impossível não perceber pelas cicatrizes que o tempo carrega em nós.

nem pela necessidade de mexer para sangrar, mas para perceber onde foi que se deixou de indicar o limite necessário para que se fizesse ouvir, para seguir mais leve, a conversa segue com a dança de plutão, causando lama onde há necessidade de nascer o novo.

marte em peixes nesse instante, onde mercúrio respirou com plutão e se carregou das demandas de cortes, limites e toda mudança necessária para seguir, aponta ao profundo e se coloca junto dessa emoções que podem levar para saltos onde há superfície e a possibilidades de leveza como nos mais profundo ainda e remexer em instantes que ainda seguem mancos.

chamo de a putaqueopariutoda urano. não nego o gostar que tenho, mas ele em áries vem provocando muito o outro lado da balança e se fosse possível pensar em algo, seria uma retomada de movimento direto e junto a tomada das ruas, das frentes onde se possa atravessar muros.

tudo isso, feito panela de pressão no 10! 09! ..! 2017. onde por algum mistério social todos desejam em círculo transpor o mês que finda com o tal sorriso no rosto que ás vezes fica mais impossível que o da monalisa. nesses tempos de política estamos vendo esse tal sorriso muito, mas mercúrio retrô e plutão estão pela casa 10 (governo) do mapa do brasil varonil.

aguardemos o que essa insanidade toda ainda irá causar. mas urano retoma caminho, acredeito que pelo menos as ruas estarão movimentadas, só há de se cuidar com as polícias, militares..

marte segue por peixes e as sinapses estão retrógradas. vale muito prestar atenção e não comprar exagero emocional como saudade, ainda segue o tempo para que limites sejam colocados para que seu horizonte transborde em imensidão.

mercúrio está retrógrado, filtre tudo que for ouvir e também o que for falar, os tropeços nas línguas podem causar estrondos onde não houver cuidado. onde a ansiedade for maior, pode estar certo que nem sabor bom em ceia de natal sobrará na memória.

finda-se um ano, mas ele o faz com a intensão de provocar a faísca.

dia da lua – dança dos planetas.

Read More

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com