solstício de inverno

Posted by on 22/06/2017 in Astrologia, Lua, Portfolio | 0 comments

19400095_1398210253548559_6920579291305815024_n

E é SOLSTÍCIO – inverno no sul, verão no norte. Às 01h24 (br) 04h24 (ut), o Sol entra em Câncer, signo da casa, do ninho, da família, da raiz, marcando a nova estação.

O tempo tem suas formas de se apresentar, seja pelo passar das horas, das marcas pela pele, pela música e também pela noite mais longa. Aqui no hemisfério sul mergulhamos nesta noite mais longa, que toma espaço da luz do Sol, que cria fluxo para o encontro com o tempo da noite, do recolher e meditar.

Iniciamos o tempo da nutrição nesse 21/06, do encontro com o mais profundo para criarmos corpo raiz e ter potência aos montes para ocuparmos novamente a luz do dia.

Para brotarmos para a vida potente nos recolhemos e voltamos após eliminar o que não mais se compõe conosco, aproveite e mergulhe em si, perceba seu pulso e não tenha medo de virar raiz debaixo da terra, caminhe, descubra onde há espaço para relações verdadeiras e se reencontre com sua ancestralidade.

É a noite mais longa do ano, deixe seu corpo respirar aquecido, silencie e escute o pulsar da natureza.

Mani e a Mandioca – (lenda indígena)

De acordo com a lenda, uma índia tupi deu a luz a uma indiazinha e a chamou de Mani. A menina era linda e tinha a pele bem branca. Vivia feliz brincando pela tribo. Toda tribo amava muito Mani, pois ela sempre transmitia muita felicidade por onde passava.

Porém, um dia Mani ficou doente e toda tribo ficou preocupada e triste. O pajé foi chamado e fez vários rituais de cura e rezas para salvar a querida indiazinha. Porém, nada adiantou e a menina morreu.

Os pais de Mani resolveram enterrar o corpo da menina dentro da própria oca, pois esta era a tradição e o costume cultural do povo indígena tupi. Os pais regaram o local, onde a menina tinha sido enterrada, com água e muitas lágrimas.

Depois de alguns dias da morte de Mani, nasceu dentro da oca uma planta cuja raiz era marrom por fora e bem branquinha por dentro (da cor de Mani). Em homenagem a filha, a mãe deu o nome de Maniva à planta.

Os índios passaram a usar a raiz da nova planta para fazer farinha e uma bebida (cauim). Ela ganhou o nome de mandioca, ou seja, uma junção de Mani (nome da indiazinha morta) e oca (habitação indígena).

– texto originalmente postado em Agência Cósmica de Inteligência .

dança dos planetas – lua minguando.

Read More

Posted by on 09/06/2017 in Astrologia, Lua | 0 comments

Jacques Clauze

 

jupiter se prepara para tomar o sentido direto por libra, seguir esse caminho entre exageros e descompassos em libra.

apos o inicio dessa tarde ele sai do estado estacionario e segue. pois bem, agora estacionario em libra temos a possibilidade de observar onde desarranjou os pratos da balança.

conseguimos tb perceber onde ainda nos enroscamos nos muros com o medo de assumir a que viemos, que podemos nos colocar frente aos nossos desejos e nao so realizar o alheio..

jupiter direto seguira em contato com plutao, em quadratura tomando contorno e evitando o descontrole e excesso do espaço, corpo, ideologia alheia.

vale tb para prestar atençao se nao ha exagero no umbigo para q a balança sempre fique ao seu serviço, ou se nao aguenta a realidade que se apresenta recue, mas nao faça disso um eterno miado.

jupiter retrogrado em libra brincou com a cara da geral com os pratos da balança, indicou tb que nao é qq pessoa que cabe em seu prato.

mas ele fica direto hj, depois da lua cheia em sagitario, momento de expandir horizontes e entendimento, de realmente ter açao real com a balança, conseguir nao extrapolar para nao terminar so, resmungando com o nao entendimento do outro.

entre expansao e contraçao, escolha a opçao que faça menos estrago interno e ao seu redor, desce do muro e encara que para mta coisa, so com maturidade e menos umbigo é possivel deixar a balança menos doida..

– Jacques Clauze

#dançadosplanetas #diadevenus

Read More

Posted by on 05/06/2017 in Lua | 0 comments

9c04ba7cb0e94a64869ca090b6c7f824

eu muito me questionei se seria textão.. afinal tem um monte de dança acontecendo essa semana, exatamente ate dia 06, o que da amanha e um respiro preu pensar melhor nesse textão.

hj damos bom dia direto de nossas emoçoes provocadas por marte, que ingressou em cancer e abre alas para os ingressos amanha de venus em touro e mercurio em gemeos.

tirando o ingresso de marte em cancer, os outros dois estarao domiciliados e feliz por ali.

assim vamos nos atentar hoje ao ingresso de marte no caranguejo e suas pinças mais afiadas. ou você realmente acha que caranguejo só estica os olhos?!

não vale virar serial killer das relações. muito menos se perder e começar um processo extremamente destrutivo de si dando pílulas coloridas e intensas de ansiedade.

– alias, não vale nem usar do tema para sair descontando frustrações em compras infinitas que em nada resolvem esses anseios e destroem desejos.

marte esta em câncer e hoje é segunda feira, respire fundo e pratique o pensamento em como cuidar melhor do corpo que você habita, em como sua carapaça esta sendo alimentada e porque.

depois não diga que eu não avisei, ou lide com as consequências de vênus olhando a saúde do corpo e financeira e mercúrio se debulhando para fazer contas em gêmeos para sanar os estragos..

a semana esta em seu start, cuide do corpo, o provoque com ações que o alegre, tenho certeza que isso ajudara a mente a lidar com as sensações e lembranças que marte caranguejo cutuca para abrir caminhos outros e seguir mais espaçoso em si.

img: alguem conhece?!

#dançadosplanetas #diadalua

Read More

turbulências na madrugada – lua escorpião.

Posted by on 08/05/2017 in Lua | 0 comments

By Evelyne mary

é nessa madrugada que a lua deixa libra e ingressa em escorpião. pois bem, nessa madrugada às 02H e esse ingresso acontece em oposição com mercúrio e urano e em sextil com saturno.

acredito que não há necessidade de dizer que nesse ingresso os mais sensíveis a sonhos e pesadelos sentirão de forma potente esse ingresso, né?! essa oposição e a lua em escorpião mergulham no profundo e sinuoso poço sem fim das entranhas regidas por escorpião.

se escorpião enquanto água fixa tem seu veneno há na mesma proporção o antídoto, quem nem sempre é usado de forma rápida no outro ou em si, afinal, acreditar que escorpião toca única e exclusivamente só o outro, é uma lenda urbana de imensa bobagem.

assim, vamos lá: todo mundo sem exceção tem escorpião no mapa, o que representa um ponto profundo no mapa de todos nós. há quem o tenha no sol, no ascendente, na lua, com planetas, sem planetas, em casas angulares ou simplesmente por ali, em algum canto do mapa pronto para a auto ou não dose de veneno ou antídoto.

por regência, marte e plutão. um está em gêmeos e o outro em capricórnio, um dando face afiada a toda forma de comunicação e outro provocando a terra que não gosta de provocações e sim, estar ali no alto de sua montanha observando seu rebanho. tá, pode ser seus aliados, também pode ser amigos, parceiros, a própria vida, os negócios..

eu gosto de plutão, pela astronomia é um mero anão transitando entre toda “sujeira” universal, poeiras, cometas, meteoros.. gosto dele afinal ele resiste entre tantos empecilhos e segue sua dança lenta hoje retrógrada, mas segue, revirando a terra e derrubando montanhas.

plutão no mínimo tem algum poder, consolida essa forma de agenciar e lidar com obstáculos, depressões, afirmações, tensões. segurar um planeta que transita entre a “quebradeira”  do universo nem em sonho é das coisas mais tranquilas de se fazer.

dito isso voltemos a madrugada de 09/05 e o ingresso da lua em escorpião que acontece na casa onde escorpião se sente mais ativo, a casa 08 do mapa e entre os temas desse encontro temos, o desapego, a morte, o lidar com perdas de qualquer tipo, o valor do outro e o lidar com isso..

depois que todo mundo abraçar as pálpebras fechadas hoje o encontro se resume em prestar atenção as imagens que sonhos e pesadelos estarão trazendo, iluminando a face oculta do inconsciente de cada um. uma lua que caminha para sua totalidade iluminada, face cheia voltada a luz solar, um candeeiro para os caminhos das dobras desse poço sem fundo que somos constituídos e deixamos por lá nossas faces indesejáveis ou doloridas.

pois bem, esse ingresso marca a real necessidade de parar de adiar, protelar, ruminar, evitar, .. , quantos nomes quiserem dar, mas é o encontro para deixar de carregar bagagens extras ou alheias. um encontro que provoca até os mais fixos a revisitar instantes.

em oposição com mercúrio e urano, é a faísca, é a tempestade sináptica que se apresenta em telas coloridas ou não indicando o que não cabe mais e aos mais atentos, o porque disso ou aquilo não caber mais. é o convite real a mudanças necessárias e sempre temidas de cada um.

claro, que em bom aspecto com saturno o caminho de volta estará indicado, mas mesmo assim, ele se apresenta onde houver movimento de encontro consigo. as intensidades tomam corpo, tudo se torna mais pulsante, a água fixa do zodíaco convida ao mergulho para desapegar e amadurecer o que não dá mais para evitar.

brigar com tudo isso pode causar labirintite num grau enlouquecedor, tira os pontos de apoio de qualquer um, então a dica para essa noite é se conectar com o mais sagrado de cada um, seu ser único e intransferível.

dar atenção as imagens que irão se apresentar é seguir um fluxo limpo que se apresenta e precisa de atenção, brigar com tudo só trará desgastes imensuráveis – que sim, você pode ter esse desejo e ficar correndo entre cu e garganta sem parar, mas também pode sair do controle e deixar que esse encontro aconteça e se dissolva.

essa lua em escorpião chega essa madrugada, provoca as sensações, instiga os mais sensíveis, provoca os mais relutantes, mas uma coisa é certa, é um bom momento para desapegar, dar tchau, dizer adeus, avançar casas, parar de seguir com pesos extras seja para ser vítima ou não.

não estamos em tempos fáceis e a loucura se apresenta com muitas facetas nos dias de hoje, já basta a censura que come solta e provoca a olhos nus a todos e ao mesmo tempo, alegra os que necessitam permanecer parados pelo receio de ter que dar explicações a si ou aos outros – mas geralmente a si.

gente falando dos sinais e tudo mais dessa lua vai estar cheio, mas eu sou aline camargo, escrevo a dança dos planetas e aqui de onde eu olho e sigo observando as pessoas ou mesmo, enquanto escuto histórias, há muito ainda o que desapegar para seguir, mas para tanto, é necessário desejar parar de ser o dono do controle das coisas, ou nunca deixará de sair roxo pela força do vento da mudança e muito menos deixará de enjoar com o balanço da terra remexida que provoca sem pudor os labirintos de todos.

dança dos planetas – dia da lua.

Read More

o sol pela terra fixa e o azul com a luz mais bonita.

Posted by on 02/05/2017 in Lua | 0 comments

onqotô – mortal loucura 2005 – grupo o corpo

o céu esta bonito, a dança segue entre lampejos de instabilidades e caminhos que se constroem entre tempos e contratempos. sol e lua, seguem por agora com bons aspectos, a lua por si, cresce em leão, após mergulho minguante e ocultação para o novo, coloca sua face novamente ao encontro da luz.

é em leão que passa sua dança pelo fogo, depois de um encontro com os minérios da carapaça lá por caranguejo. pensar assuntos dessa ordem: – raízes, nutrição, encontros, memórias foi o caminho crescente por caranguejo e hoje, em leão, coloca em movimento o necessário para construir tais desejos, já que toca vênus e ela, está em áries.

outro fluxo que muda também é o de mercúrio, que está para retomar seu caminho direto, mas para tanto, amanhã, ralenta sua dança até a suspensão do movimento e segue direto por áries. vale lembrar que isso tudo acontece de forma conjunta com urano, que segue dando extras de insônias ou noits instáveis aos sensíveis.

urano, mercúrio e vênus em áries e o que poderia ser uma breve inspirada mais profunda pode ser o grande disparo para movimentações intensas, o fogo está sendo alimentado, todo ele representado no zodíaco tem um planeta tocando seu palco e acontecendo em movimento.

como se corpo estivesse com suas chamas dançando, buscando espaços onde possa provocar saltos em cada um de nós para construirmos passagens entre espaços lisos ou não, fluidos ou não..

o sol está em touro, o corpo sente, o corpo se coloca para perceber e compor com o que está ao redor, usar desse fogo que toma o humor da dança pode ser de grande avanço ajuda onde há necessidade de construir ou alimentar contornos e a ocupar o mundo. e olha que esse mundo pode ser ir até o espelho mais próximo.

em touro o tempo da luz é fixa, percebe-se no maxilar onde há necessidade de mais intensidade ou não, seja na mastigação seja na ruminação. há espaço e tempo para colocar em movimento o necessário, seja para compor, seja para descompor.

alongar o corpo e aquecer a garganta é de grande valia para quem está buscando tais composições. é de corpo flexível que a terra fixa necessita para andar sobre seus desejos e de garganta sã, para seguir comunicando o que compõe e o que descompõem com sua fala, voz, você.

estar presente em momentos difíceis como estamos vivendo só mesmo com o corpo e mente presentes, respire e movimente-se.

dança dos planetas – dia de marte.

Read More

ocupe seu espaço para não perder seu corpo.

Posted by on 28/03/2017 in Astrologia, Lua | 0 comments

f6d5cb413d7adceea5197d87b946ae71

plutão, marte e netuno – o trígono que abre alas para a lunação ariana, lunação essa que segue com a força de novos encontros onde se abandona velhas formas e padrões emocionais ou mesmo físicos de agir, ir e vir.

o bom dia carrega o caminho feito pelo encontro de planetas pelo signo do fogo ariano, encontro que também indica necessidades de evitar não pensar antes de falar, agir, seguir.. antes do bom dia respirado me pergunto se alguém não dormiu, se foi consumido por insônia ou picos de ansiedade, palpitações.

mudanças impulsionadas por encontro com urano sempre se desenham com o inesperado, com ventos fortes de mudanças vindos às vezes de sei lá onde. claro que nesse ímpeto é necessário evitar desejos abusivos de cuidar, controlar, permear o outro, onde na verdade é necessário acalmar e deixar também o outro passar por suas transformações.

uma vez ouvi que querer salvar o outro é uma necessidade de se salvar, e não quero dizer que essa lunação causa a dependência de cuidar do outro, mas fica mais fácil quando necessidades reais se apresentam a nós e plutão no ascendente, marte em touro e netuno em peixes, pode causar o escapismo de si.

plutão que segue em sua dança vagarosa por caprica movimentando a terra montanhosa do zodíaco, segue em quadratura com urano, esse que está no meio da dança dessa lunação. há espaço suficiente nessa lunação para vazar de si e construir novos caminhos potentes.

não há necessidade de abrir a cabeça para atravessar esse muro, há sim, espaço de sobra para compreender a força dessa lunação e movimentar em si ancestralidades, raízes, passado, memórias, sentimentos. dai pode-se seguir dois caminhos, ou infinitos até, de romper com velhos padrões e pensamentos em tropeços para seguir com força na construção de tudo que esta ali perdido entre medos e preguiças.

mas acredito que um caminho muito inteligente para essa lunação é conseguir se discriminar dentro das relações, essa lunação abre espaço de sobra para não quebrar a cabeça no muro, mas conseguir saber onde você começa e termina e assim, reconhecer isso no outro também.

abre espaço para a singularidade se apresentar e construir relações potentes ao invés de muletas transitórias. sol, lua, mercúrio, vênus retrô e urano, todos em áries. o calor, as sensações, as sinapses, a química e o tempo irregular estão juntos nesse encontro de sol e lua, no mínimo, mas bem no mínimo há mudanças para acontecer.

micro movimentos que podem se perder em ansiedades pela falta de movimentar o corpo, ele adoece e perde a capacidade de perceber oportunidades de colocar em prática desejos e novos caminhos.

para terminar, vale lembrar que essa lunação também imprime forças para que ocupemos cada dia mais as ruas, os espaços, rompendo com as catracas impostas por governantes mancos, ocupem seus espaços, busquem suas forças. a revolução não acontece vendo televisão..

dança dos planetas – dia de marte – lua nova

Read More

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com