porta aberta aos sonhos lúcidos e encontros com a morte para uma vida mais potente.

Posted by on 25/09/2017 in Astrologia | 0 comments

como já era previsto o mundo não acabou como nibiru havia profetizado e assim seguimos pela dança dos planetas e dia 10/10 às 10:20 iniciamos um processo de reencontros com cantos escondidos nossos. júpiter ingressa em escorpião, mergulha pela água fixa do zodíaco e lá vamos nós lidar com nossas sombras..

se meus demônios me abandonarem,
temo que meus anjos desapareçam também.
rainer rilke.

Robert e Shana ParkeHarrisson

júpiter que olho em parceria com xangô, não é dado como xangô a olhar e visitar as sombras, entrar em contato com necessidades de pausa em instantes que necessitem acabar, ou morrer. não que xangô não saiba colocar fim nas coisas, mas o faz de forma diferente que outros orixás próximos a morte e assim, mais acostumados a lidar com as energias de transmutações.

assim, a água fixa do zodíaco recebe a expansão, ou aqui a porosidade do sentir, pois expandir nessas condições acaba causando maior sintonia com o invisível que nos pertence e nos cerca. se júpiter é dado as alegrias, em escorpião incia um momento de reencontro com profundidades úmidas e escorregadias, que se desdobram em mergulhos maiores pelo inconsciente a dentro, a fora, a todas as possibilidades.

aos adeptos das sintonias vibratórias do sonho, por exemplo, irão com maior ou menor velocidade ir entrando em contato com esse mundo de forma mais lúcida onde o encontro é da qualidade de reconhecimento e descoberta de onde devemos ou não imprimir mais contato ou deixar escoar pelo ralo do fim.

então já nos é sabido que esse encontro entre júpiter e escorpião trafegará entre as sinuosidades que tentamos na maioria das vezes evitar.

08716eaac66a05f4ef932f5c14b71feb

então vale pensar que entrar em contato com esse nosso lado pode sim nos levar a avançar casas, a sensibilidade estará potente e com isso devemos respirar para não entrarmos em conflito com nosso interno e ficarmos doentes por isso.

não é essa a proposta aqui, até porque se pensarmos novamente que júpiter carrega em si uma sorte, entrar em contato com essas dobras sombrias é saber que aquela marca tensa ou menos tensa vem por conta de um motivo real e uma vez entendido esse caminho, processo, mecanismo.. abre-se a possibilidade do transformar!

sempre que vou para o lado do desapegado e por sua vez do amadurecimento, trago muito plutão como nanã em seu pântano que borbulha vida, já que plutão rege escorpião e júpiter por lá fará sua dança, o tema retorna e será trazido em outros textos também.

para mim talvez um reconectar com minha potência, que passa profundamente por essas dobras, por essas místicas e enfim, morte, desapego, renascimento..  me são temas caros e que tecerei agora também pelo prisma júpiter em escorpião.

Robert e Shana Parke Harrisson

é claro que júpiter escorpião trata também de outras dobras, mas vou inciar meus textos com a dobra da sombra e seus encontros, afinal, um ponto muito importante no campo psíquico desse encontro são os pensamentos destrutivos, perturbados, distorcidos que podem em sua grande maioria disparar afetos tristes em nós.

falarei claro de outros instantes, em outros textos, em outros encontros, mas já deixo a porta aberta aos sonhos lúcidos e encontros com a morte para uma vida mais potente.

dança dos planetas – dia da lua.

Read More

chicote da censura, a nova moda é cobrir o “santo”

Posted by on 14/09/2017 in Astrologia | 0 comments

Moon Spells

eu ando meio cansada, mas seguimos com os caminhos abertos para produção de encontros na clínica da escuta, o que me mantêm mais lúcida e distante um tanto do meio virtual. mas fica muito foda quando de tempos percebemos a ditadura da moralidade abrindo e expandindo suas fronteiras.

fica foda, porque você passa a vida estudando e se preparando e se alimentando também de arte, da arte que chega e não provoca suspiros da beleza comum, mas sim, provoca a vida e é ai que a coisa complica, é aqui que o banco santander tropeça em si.

estamos com marte e mercúrio conjuntos em virgo. mercúrio em virgo é toda sua capacidade de compreender e ainda assim exigir as coisas organizadas, por mais que no seu íntimo ele esteja bagunçado – mas eles dizem que assim se encontram e quem sou para dizer o contrário..

cena do interior ll, fernanda varejão

tem o marte também em virgo, e aqui que olho para o banco santander e para essa posição. o que acontece quando se espreme um marte em virgo? o cara espana, ele não dá conta, ele se torna agudo, agressivo ele reage dentro da pressão que ele percebe quanto terra mutável e sensível que é.

penso nas terras do zodíaco e de como a terra natureza é frágil e resistente – penso em como essa resistência quanto afeto pode gerar tristezas, tropeços pela moral e bons costumes. e é aqui novamente que penso na ação de censura que o banco santander proporcionou a queermuseu.

nem quero tocar muito sobre o fato de um mercúrio em virgo também transitar pelas linhas da moralidade e da resistência e conjunto a marte pode disparar reações em outros museus como quando lemos que o masp está brincando de quaresma (sqn) e cobre telas que ele julga imprópria com pano preto.

Cruzando Jesus Cristo Deusa Schiva, de Fernando Baril

bom, ai tem o lance da engrenagem, da terra mutável que percebe o movimentar das coisas, e tudo enquanto pensamos engrenagem leva a imagem de dentes grudados em corpos imensos ou não, cilíndricos e em seu movimento empanam, emperram, estouram, engripam, não dão conta quando encontram com dentes que buscam encaixes mais leves.

a engrenagem do capitalismo e da moral também é assim, existiu liberdade, existiu diferença, excitou o puritano fodeu, é pedofilia, é homofobia, é pornografia, é zoofilia (cara eles são bons em ver coisas) e vilipêndio – que conheci com o ministro que ajudou a cagar tudo.

pois bem, mercúrio e marte em virgo é uma posição infeliz então? não, claro que não, mas há mercúrio e marte em virgo e há.. mercúrio e marte em virgo. para você que já melhorou na vida, não deve ser complicado lidar com a diferença, e assim não temerás casais ou cenas em artes que tratem do tema.

agora tem aquele pessoal que ainda acha que vale dizer que a arte é medonha já que ele não tem a capacidade de lidar com o diferente, e não precisa ser só na arte, há quem não consiga dizer eles são um casal e diz eles são amigos, e segue na engorda da tripa que não abre a cabeça para novos fluxos de vida.

Travesti de lambada e deusa das águas, de Bia Leite

tenho observado esse marte em virgo feito um perverso que vem estalando suas chibatadas e acuando cada vez mais a vida no canto. eu tava lá um dia da minha vida pensando na censura com saturno em sagitário, com o histórico do brasil com o saturno em terra fixa, resistente, moralista lá em touro – e não, não é chamar a geral de touro moralista, sigo aqui aguda em meu olhar.

provavelmente o cara que cagou com a exposição, não suporta a vida, teme a diferença e nunca diz: eles são um casal e sim, são amigos. a exposição que foi cancelada falava das questões de gêneros e não precisa ser muito esperto para saber que esse assunto precisa muito ser discutido.

a essa conjunção mercúrio marte em virgo segue a oposição com netuno e seu candeeiro aceso, então pode esperar, o santander e o masp serão os primeiros de muitas ações assim, netuno entorpece, mas quando resolve devolve feito maré grande, junto de mercúrio e marte, tem muita ação perversa ainda para rolar e muita notícia podre para surgir.

dança dos planetas – dia de júpiter – lua minguando

Read More

Saturno Estacionário Direto – 25/ago, 9h09 (br) 12h09 (ut) 21º11’ de Sagitário

Posted by on 25/08/2017 in Astrologia, Portfolio | 0 comments

saturno

É de se respirar profundamente ao receber a notícia que o tempo ficará direto, que ele toma novamente seu curso, assim o é, saturno fica direto em sagitário.

Um dos trânsitos que procurei observar com calma, quando lá chegou, muito me preocupei com o levante de falsos profetas que ganhariam espaços. Capturando almas em sofrimento diante de uma esperança, a salvação doentia e manca, o passar de tudo, o respirar no reino dos céus.

Elos que se constroem em benefício de um ponto agudo, da micropolítica do poder. Uma vez que eu te salvo, você automaticamente está em dívida eterna, algo impagável.

Saturno o tempo, na astronomia uma órbita impecável, mantem seus 90° por todo seu movimento em relação à eclíptica. Frio e seco, nu e cru, com suas 63 luas, vai passo a passo, grau a grau, dançando sua reservada harmonia do tempo.

Sagitário, o guerreiro em seu cavalo que pela frente encontra o infinito do horizonte, o desejo de ir cada vez mais além. Compondo conquistas entre as flâmulas mutáveis de fogo, para ele não há o impossível, há o desejo de justiça e há o desejo de saber mais e mais, como se a curiosidade fosse o alimento do seu fogo.

Nesse encontro um dos grandes desejos silenciosos de saturno era cortar asas, descer a lâmina fria e afiada e cortar horizontes, como acabar com instituições de ensino e derrubar o estado laico – e aqui me referindo as questões religiosas, principalmente as de matriz africana.

Quanto ao estado não opinar e render um real estado laico: – pelo menos no Brasil, não encontro essa visão no horizonte. Temos hoje em nossa política a bancada evangélica no poder, tomando espaços e decisões que massacram em pontos delicadas.

E agora, saturno ralenta, estaciona e segue direto ao encontro de capricórnio, mas ainda em sagitário, ficamos com um cenário desolador. Um amontoado de decomposições pela dissonância entre saturno e sagitário.

O tempo “volta” a combinar com nosso relógio, a velocidade das coisas tende a ficar compatíveis com os desejos. A censura que norteou todo esse trajeto deixa suas marcas e avisos que nunca deixou de existir.

Aguardar agora sua postura limitadora ir desabusando de sagitário, ir desabusando do desejo esmagador de ressacar justiças.

Que siga em tempo para destrancar portas e alargar o horizonte, para que a força que ainda resta do arqueiro guerreiro sobre o cavalo faça Axoxô[1]! Que provoque as bases e produza tremores suficientes para baixar guardas e desmontar o necessário.

– postado originalmente em Agência Cósmica de Inteligência

[1] Axoxô: em Yorubá feitiço. No mito sobre Oxóssi, há uma passagem onde ele faz o Axoxô e com ele, apaga o sol por um segundo e assim conquista sua caça e avança em silêncio pela floresta.

Read More

vênus oposta plutão – decomposição.

Posted by on 16/08/2017 in Astrologia | 0 comments

6bbe9f6f995f6df12ab1e9a80d552c7c

sempre que passei por aqui falando de plutão, eu muito falava sobre desapego, uma tranSformação necessária e não por isso desejada ou doce de atravessar.

hoje temos na dança dos planetas algumas tensões – que fazia tempo queu não escrevia por aqui e volto pensando exatamente no desapego, que agora começarei a tratar como decomposição. entre essas tensões estão: mercúrio retrô oposto netuno, vênus quadrada júpiter e vênus oposição plutão.

ta denso, ta silencioso e ao mesmo tempo murmurante. nessa densidade é de vênus oposta plutão que quero falar, é dessa oposição que causa decomposições de várias ordens, inclusive íntimas. o tempo que a decomposição vai tomar depende do quanto a resistência a ela permitir não lidar.

não é das maiores alegrias decompor afetos, mesmo quando sabemos a necessidade dessa ação, de encontrar espaços pelo corpo e imprimir o desejo de novas vidas, toques, sensações. vênus oposta plutão provoca os poros e isso desencadeia sensações indicando onde algo acaba de perder força e assim, cada um pode reagir como melhor conseguir a isso.

o humor da conversa é de caranguejo, que olha tudo ao mesmo tempo agora e anda pelas pontas das pinças, outro humor é o caprica, sobre a montanha e o silêncio. andar sobre pinças e uma montanha trocando afetos e sensações nessa oposição provoca pontos feito acupuntura.

caso não se saiba lidar com a vida tatuando a pele e deixando feridas para virar lembranças de tempo, há possibilidades de ações agudas, nesses casos, o que poderia ser uma calma decomposição ganha espaço de um imenso buraco, onde o desapego se apresenta de forma abrupta.

estamos em tempos de rupturas, respire e faça as coisas com calma, grandes movimentos servirão só de faísca.

dia de mercúrio – dança dos planetas

Read More

JÚPITER QUADRADO PLUTÃO – ENCONTRO DOS HUMORES OPOSTOS

Posted by on 08/08/2017 in Astrologia, Portfolio | 0 comments

IMG-20170804-WA0003

O encontro entre um planeta que pode ser visto a olho nu com outro planeta que se encontra num ponto muito distante do sistema solar é no mínimo curioso. Júpiter e plutão em quadratura por 13 dias.

Sim durante esses 13 dias, temos o início, seu ponto exato e seu caminho para dissolução da quadratura. Com seus 90° inflexíveis que por si já provoca muitas frustrações e canseiras, ainda indica que conseguindo respirar é possível encontrar a melhor forma de atravessar esse período.

Pensar júpiter e plutão juntos é algo para se sentir profundamente, enquanto há um lado extremamente potente e forte rumo a expansões, há o outro que chega do profundo do céu e carrega em si a força da regeneração.

Plutão hoje que se encontra pelo signo de capricórnio, está em movimento retrógrado e (re)movendo a lama fértil, fomentado vida onde tudo parece silencioso e com bolhas esparsas brotando lentamente aqui e ali.

Júpiter segue direto por libra, os pratos da balança indicam peso extra, a justiça que poderia estar com saúde em dia, tropeça em si e não comporta o equilíbrio. A expansão que soma três casas anda em tropeços e prestes a implodir necessitando retornar 10 casas… Mas poderia evitar a fadiga e buscar melhor o equilíbrio.

Regeneração, morte, transmutação, ocupação de todo espaço, perda do limite, exagero na diplomacia – coisas que cabem da política a nós ali refletidos no espelho.

A quadratura entre esses dois planetas, nos entrega no colo à dimensão de como forças sem controle podem transformar tudo em um estado brocha e ainda assim, provoca em nós o pensamento e reconhecimento dessa incapacidade que chega a oprimir sem o menor pudor a liberdade.

Respirando profundamente, a sensação que fica é uma overdose de qualquer dose de limite, buscando sentir onde rasga, onde fere ou se estoura no ponto mais fraco. Que também pode ser a lei, a saúde, o pensamento, um governo, moradores de rua…

Resistir à morte é o mesmo desejo de resistir à vida, plutão vasculha os pratos da balança e seu convite por 13 dias é limpar o espaço, remover o peso morto e provocar junto de júpiter a não crença do fim, da perda irreparável. Esse encontro tenciona para repensarmos nossos corpos e limites junto a tudo que estamos vivendo.

Não importa a ordem do humor, íntimo ou que reverbere em muitos, mas o momento não pede corpos catatônicos, convoca o equilíbrio para cuidarmos da saúde em todas suas esferas, e abandonando leis ou costumes que não compõe com a vida que desejamos constituir.

São tremores pelo desequilíbrio que provoca a terra, as bases onde construímos nossas ações, ficar sobre o muro nesse momento pode provocar mais dor que passar pela quadratura e respeitar o tempo da despedida.

Não se torne apático, contribua com as mudanças, conquiste seus desejos, equilibre os pratos da balança.

– Início da quadratura: 29/07 – 08h15 (br) 11h15 (ut) – júpiter 16°40’ e plutão 17°40’

– Ponto exato da quadratura: 04/08 – 15h47(br) 18h47(ut) – júpiter 17°31’ e plutão 17°31’

– Fim da quadratura: 01/08 – 14h18 (br) 17(ut) – júpiter 18°24’ e plutão 17°24’

– postado originalmente em Agência Cósmica de Inteligência

Read More

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com